quinta-feira, 23 de abril de 2009

Brasil x França - Integração

Uma grande queima de fogos na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio de Janeiro, marcou na noite desta terça-feira, feriado de Tiradentes, o início oficial das comemorações do Ano da França no Brasil. Milhares de pessoas assistiram ao evento, apesar da forte chuva que atingiu a cidade durante todo o dia. O espetáculo teve a duração de 30 minutos, e o trânsito chegou a ser interrompido no local. Segundo a organização, foram detonadas oito toneladas de fogos. A queima de fogos de artifício teve o dobro de duração da que tradicionamente ocorre na festa do Réveillon, em Copacabana, todos os anos. Os fogos foram detonados a partir de uma estrutura flutuante em forma de 'y', com 1.500 metros de extensão. O show foi comandado por computadores instalados em quatro balsas posicionadas em pontos estratégicos, além de sistema de monitoramento por satélite. Além da queima de fogos, houve uma apresentação teatral e performance de artistas, que misturaram roupas com iluminação especial a fogos de artifício.O Ano da França no Brasil foi lançado oficialmente em dezembro do ano passado pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Nicolas Sarkozy. O evento acontece em retribuição ao Ano do Brasil na França, celebrado em 2005. Na ocasião, mais de 15 milhões de espectadores franceses compareceram aos eventos brasileiros. A agenda da comemoração prevê eventos que serão realizados até o dia 15 de novembro, em diversas partes do país. A princípio, seriam cerca de 600 eventos, mas o número foi reduzido por causa da crise financeira mundial. A França está investindo 15 milhões de euros, entre recursos públicos e privados, no evento. Empresas como a Renault, a Air France e a PSA Peugeot Citroen também participam. O Brasil, por sua vez, está gastando R$ 8 milhões. Entre os patrocinadores brasileiros, estão o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Petrobras e os Correios. Por hora, não vamos temer a política externa exercida pelo nosso presidente, principalmente quanto aos eventos culturais! Ele sabe fazer política externa...
p.s. espero não ouvir comentários sobre a interna*, não estou tratando disso! Agora, é claro!

6 comentários:

Bertonie disse...

uau.
Hm, cool, rs.
Eu num sei o que comentar, tô improvisando aqui.
rsrs
Hm, bacana esse negócio de França e Brasil aí. Bom saber que é um país na Europa que não expulsa os brasileiros de lá (:
uhu

☆ Sandra C. disse...

juro como eu não me lembrava disso.
bom lembrar. eu estava sabendo quando estudava francês, os professores não nos deixavam esquecer sobre as oportunidades que o ano da França no Brasil (engolido pela crise) nos abrem.
bom lembrar!

Daniel Savio disse...

Será que entra alguma comemoração das inavasões de "piratas" franseses em nossas costas no tempo do Brasil colonia?

Hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

Fique com Deus, menino Ryan.
Um abraço.

Renan Barreto disse...

Pra quem pretende falar apenas de seu mundinho até que você fala de muita coisa. rs O Lula é um bom presidente apesar dos pesares, ele sabe fazer política externa de uma forma que muito diplomata não consegue.

Gostei do blog. Valeu, Ryan!

Philip Rangel disse...

Bom..nao vou entrar na area politica coisa q nao é pra ser vista ate o momento...mas vamos ver ate que ponto essa parceria vai....so pra entrar mesmo aqui...ANO QUE VEM É 2010 = AA???
bom c sabe...abraçao

Frederico Blahnik disse...

Ryan, num sei se vc gosta desse lance de selos, mas mesmo assim eu deixei um pra vc pegar lá no meu blog, tá?
Um abraço pra tu!

;-)

Postar um comentário

Sua opnião ajuda a formar a minha opnião! Pense nisso...

Pesquisa personalizada