segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Adeus meu grande amor...


Hey, você , é você mesmo, você um dia que eu amei, você um dia que a quis tanto que nem lembrava mais de mim, que dediquei meus dias e minhas noites todas, você a quem adorava beijar a boca, e de olhos fechado viajava a lugares que só é permitido entrar de dois, lugares que só o amor pode nos levar.

Hey você, que quando me abraçava eu me sentia seguro, me sentia abraçado até a alma, como se fosses meu anjo. Deitar minha cabeça em seu peito, e sentir seu coração ditar o ritmo dos meus sonhos, nada melhor que dormir ouvindo seu coração batendo por mim. Eu não precisava sonhar, eu já estava com você.

Nada melhor que ao abrir os olhos poder ter os seus como a primeira visão do meu dia, eu lembro de sorrir ao te ver, sorrir de felicidade pura, sorri de amor.

Hey você, a quem chamei de amor, a quem personifiquei o meu amor, a quem entreguei meu coração, por quem muitas vezes eu chorei de amor, por quem muitas vezes eu amei mas que a mim mesmo, a pessoa que mudava os meus dias, que me dava sentido sempre que me encontrava perdido, que por muitas vezes foi meus olhos, meus sentidos.

Hey, pessoa que lembro sem querer, que não sei esquecer, pessoa que é dono de varias lembranças minhas, pessoa das minhas tardes de domingo, das músicas que fizeram só pra gente, das árvores que nos protegiam do sol, que sempre me olhava, mesmo longe, sem me deixar sair do seu raio de visão, pessoa que realizou cenas de filmes românticos comigo, a quem eu comprei chocolates.

Você, pessoa que me ensinou, pessoa que aprendeu comigo, com você eu errei, com você eu acertei, sempre comigo, sem jamais deixar minha sombrar reinar sozinha nas ruas por onde eu andava.

Hey você, cadê você? por onde andas? Onde?!
Nos perdemos no meio desse caminho lindo?!
Nos perdemos...


2 comentários:

Anônimo disse...

nos perdemos? então acho que já está na hora de realizarmos o quão grande é o nosso amor e nos achar novamente. você não saiu do meu raio de visão, e muito menos deixou de fazer parte da minha vida, de ser dono do meu coração.
mal de filho de águia e gavião. voa sempre atento, e por mais que se perca no ar, acha o seu ninho de pássaro novamente.
<3

Angelo Augusto Paula do Nascimento disse...

"Deitar minha cabeça em seu peito, e sentir seu coração ditar o ritmo dos meus sonhos, nada melhor que dormir ouvindo seu coração batendo por mim."
Ryan, apesar de triste, o texto é lindo. Ele consegue descrever a simplicidade que é ser relacionar e ser feliz. As estampas do amor são essas, sem rebuscados, sem grandes atos. É nas pequenas marcas do cotidiano que nos redescobrimos amando e que as renúncias tornam-se liberdades.
Abraço e sorte. O amor sempre estará com vc (vide post acima).

Postar um comentário

Sua opnião ajuda a formar a minha opnião! Pense nisso...

Pesquisa personalizada